Notícias
H.D. Mabuse e Othon Jambeiro estarão na Unicap para debate

H.D. Mabuse e Othon Jambeiro estarão na Unicap para debate

De que forma a luta pelo direito à comunicação deve ser feita pela internet ou pelas mídias digitais? Esta pergunta será debatida por H.D. Mabuse, do C.E.S.A.R., e Othon Jambeiro, da UFBA, na mesa que começa às 13h30, no auditório do bloco G, da Universidade Católica de Pernambuco (Unicap) e faz parte da programação do segundo dia do Encontro Nordestino pelo Direito à Comunicação – ENeDC.

Mediada por Carol Westrup, do Intervozes de Sergipe, a mesa irá discutir como esses meios podem ser usados politicamente para cobrar uma democratização maior da mídia e quais são os novos desafios trazidos pela internet e pela digitalização da televisão. Para Othon, um dos temas permanentes nessa questão é a discrepância entre as classes da sociedade, pois, em escolas privadas, estudantes têm acesso a computadores e banda larga de qualidade, enquanto em escolas públicas, não há nem equipamento nem profissionais que saibam realizar uma educação tecnológica. “É preciso ter uma inclusão digital desde a mais terna idade, para que essas crianças cresçam e utilizem esse conhecimento em benefício próprio, para lutar pelos seus direitos”, diz ele.

Mabuse ressalta que além de receberam uma educação para as mídias digitais, as pessoas devem também compreender quais e como as relações de poder operam dentro da internet. “O que vemos hoje é uma situação extremamente paradoxal. Ao mesmo tempo em que as redes sociais deixam mais fácil o acesso para uma parcela da população que não tinha meios para produzir conteúdo na web, é um ambiente corporativo onde existe uma rede de relações de poder extremamente complexa. E que inibem completamente a democratização do meio. No processo educacional do cidadão comum, ele precisa entender de fato o que significa “postar no facebook” (para dar um exemplo), entendendo que nesse momento ele se torna um dispositivo de uma industria muito maior. Entendendo que o que antes era a venda dos “olhos” dos telespectadores na TV é agora os Curtir, Compartilhar e Views”, explica.

Matérias relacionadas

O OmbudsPE é um projeto de comunicação do Centro de Cultura Luiz Freire. É livre a reprodução para fins não comerciais, desde que a fonte seja citada e esta nota seja incluída.

Realização:

Apoio: