Notícias


Rádio Comunitária de Nazaré da Mata e blog local denunciam Câmara Municipal por ameaça

Em Pernambuco, no município de Nazaré da Mata, um grupo de comunicadores estão preocupados com os últimos pronunciamentos de alguns vereadores do município, vistos como ameaças ao cerceamento das liberdades de imprensa e expressao. O caso começou quando o blog da rádio comunitária Alternativa FM, ligada à Associação de Mulheres de Nazaré da Mata (Amunam), questionou a decisão de mudança do horário das sessões da Câmara, que passou das 16h às 19h para 18h às 22h.

“A sessão acontecia sempre à tarde. Este ano, a Mesa Diretora modificou o regimento para a noite, afastando a população da Câmara Municipal”, comenta Eliane Rodrigues, coordenadora  Amunam. A emenda foi discutida no dia 02 de março e aprovada no dia 09. Em sua penúltima sessão, no dia 24, o jornalista Salatiel Cícero e a radialista Fernanda Cristina acompanharam a plenária e mais tarde, em espaço virtual, contestaram a decisão de emenda no regimento. Para embasar sua tese, os jornalistas acompanharam o texto com três fotos, na tentativa de comprovar o esvazeamento dos encontros: a plenária vazia, além de duas fotos do vereador Edelson Severo (PSB), na qual, segundo eles, ele se encontra dormindo e no celular.

A publicação das fotos foi motivo de descontetamento entre oito dos 13 vereadores da Casa, gerando agressões direcionadas aos funcionários da Alternativa FM. Na sessão do último dia 31 de março, Severo acusou o autor do texto de ofender sua imagem de má fé e anunciou que o processaria, exigindo também o direito de resposta. O vereador Rostand Negromonte (PMDB) afirmou dar todo o apoio para que “exterminem de uma vez por todos com estes ‘falsos jornalistas’, com estes ‘falsos blogueiros’, com estas pessoas que não tem nenhum tipo de responsabilidade em dar a notícia correta, como ela tem que ser dada”.

Eliane Rodrigues comentou a declaração do vereador: “Temos o reconhecimento de um trabalho de 27 anos, sempre trabalhando pelo social, e agora estamos nos sentindo ameaçados”. Em conversa ao telefone, Negromonte diz que quando fala de “exterminínio” ele fala do fim do que acredita ser uma prática recorrente de mau jornalismo, mas não da imprensa. Diz, ainda, que respeita a Alternativa FM, mas que os jornalistas responsáveis pelo texto atingiram a imagem de Edelson Severo sem embasamento. “Pela cena da foto, ninguém pode afirmar que ele está dormindo”, diz. Comenta, ainda, que é contra qualquer possibilidade de proibição da presença dos jornalistas dentro das sessões da Câmara.

Em entrevista, a vereadora Maristela do Gás (PSC) comentou o caso. “A gente não pode de maneira nenhuma querer calar a mídia ou a população. Isto é voltar para a ditadura. Quando a matéria fala do problema na mudança de horário, ela está certa. Quanto a acusação ao vereador Edelson Severo, acho que foi uma infeliz coincidência. No momento, ele estava de cabeça baixa com o telefone na mão, porque temos outras atribuições fora da vida pública”, disse. Em entrevista, O Presidente da Câmara Leo Tebaldo (PTB) afirmou que não existirá nenhum tipo de tentativa de expulsão dos jornalistas de dentro das sessões, mas na sessão do dia 31 foi claro ao dizer que precisa “regulamentar a entrada de equipamentos de fotografia e gravação” nas audiências. Numa de suas falas, o vereador é ouvido pedindo que um repórter desligasse seu gravador pois estaria registrando os debates “sem autorização”.

A Alternativa FM existe há 12 anos, com concessão radio radiodifusora e participando das sessões da Câmara há pelo menos 10, transmitindo ao vivo todos os debates. “A partir de agora, continuaremos fazendo a cobertura, mas não transmitiremos mais ao vivo. Os vereadores querem que façamos, apenas, divulgação de seus projetos. A gente não está aqui para brincar de fazer notícias e distribuir elogios”, diz Rodrigues. Ela esclarece, ainda, que a ameaça não veio de todo o corpo de vereadores e vereadoras, uma vez que cinco deles se abstiveram ou não estiveram presentes na discussão.

Uma das medidas tomadas pela Amunam, além de divulgar um comunicado em seu blog, foi acionar a Comissão de Ética do Sindicato dos Jornalistas de Pernambuco (SinjoPE), que se prepara para lançar uma nota de repúdio. “O que eles fizeram fere prontamente os preceitos que garantem a liberdade de expressão e os princípios norteadores do trabalho jornalístico. Foram atitudes arbitrárias, antidemocráticas e que vão de encontro ao ideal de transparência que deve ser buscado pelo Poder Legislativo. Como pessoas eleitas pelo povo com o propósito de defenderem seus interesses, a postura dos vereadores foi inadmissível”, comenta Andrea Trigueiro, integrante da Comissão do SinjoPE.

Salatiel Cícero, responsável pelo texto publicado no blog da Alternativa FM, comenta o desenrolar do caso. “Hoje, me deparar com essa repercussão da informação me causou um espanto. Fizemos um texto na perspectiva de provocar uma reflexão ao nosso ouvinte/leitor para um fato de interesse coletivo. Não vejo nada demais nisso. Acho que os parlamentares devem condicionar que o nosso papel é jornalístico e não publicitário. Entendo, ainda, que comunicação se faz com liberdade de expressão”. Eliane diz, por último, que voltarão a estar presentes nas sessões da Câmara e que, se caso encontrem apoio, entrarão em contato com advogados para tomarem medidas cabíveis.

Ouça abaixo os áudios das falas públicas dos vereadores citados nesta matéria:

aqui

aqui

(áudio aqui)