Notícias


Brasileiro: “Não haverá retrocesso na democratização do NTVRU”

reitor_fopecom

Foto: Felipe Peres Calheiros

“Não aceitaremos nenhum retrocesso na democratização do Núcleo de TV e Rádios Universitárias”, afirmou o reitor da Universidade Federal de Pernambuco, Anízio Brasileiro, em reunião com doze representantes de entidades da sociedade civil que foram recebidxs ontem em seu gabinete na tarde desta quarta-feira, 4 de novembro. Cineastas, produtores, sindicalistas, professoras, jornalistas, ativistas e servidores do NTVRU foram pedir à reitoria que realizasse uma audiência pública para discutir com a sociedade o próximo Plano Estratégico Institucional para o conjunto de emissoras que pertencem à UFPE.

O NTVRU tem passado por mudanças importantes, principalmente depois de 2012, quando os funcionários entraram em greve por melhores condições de trabalho. Um dos pontos principais dessa mudança foi a instauração, dois anos mais tarde, do Comitê de Conteúdo para as emissoras, com participação predominante da sociedade civil. Este conselho é temporário e tem, como uma de suas funções, propor os processos para a eleição e formatação do Conselho Curador do Núcleo. O resultado dos estudos deve ser divulgado até o início do ano que vem. Sobre este processo, mais de 300 entidades da sociedade civil assinaram uma moção de apoio que foi entregue em mãos ao reitor na reunião.

Enquanto a professora Patrícia Horta informava da importância do Núcleo para a pesquisa, extensão e ensino, o realizador Pedro Severien falou dos canais como instrumento de visibilidade à premiada produção cinematográfica. Integrante do Comitê de Conteúdo, representando o Fórum Pernambucano de Comunicação”, a jornalista Rosa Sampaio ratificou que até o final do ano será entregue uma proposta de formação para o Conselho Curador da emissora. Integrante desse mesmo Conselho, no âmbito da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), Ana Veloso manifestou também o apoio ao fortalecimento democrático das emissoras universitárias pernambucanas.

O mandato do atual diretor do Núcleo, Luiz Lourenço, deverá se encerrar até o final do ano. O gestor, porém, encontra-se de licensa por problemas de saúde. Neste período, quem está respondendo pelas emissoras é Katia Chacon, de forma interina. O processo sucessório, ainda não concluído, traz consigo a preocupação com a continuidade do processo. “Depois de uma construção tão difícil, não podemos voltar atrás”, ecoaram diversas pessoas diante de Brasileiro.

Diretor da Pró-Reitoria de Comunicação, Informação e TI da UFPE, Paulo Cunha aproveitou para dar transparência a uma “Carta de Compromisso” que terá que ser aceita pela nova gestão, ainda sem data para ser indicada. O documento inclui a integração entre tevê e rádios e entre o Núcleo e o campus; aumento da capacidade produtiva das emissoras e aumento do número do quadro funcinal; implementação de normativa para a captação de apoio cultural; digitalização do sinal da televisão na Região Metropolitana do Recife e o respeito à participação da sociedade civil, especialmente às decisões tomadas pelo conselho curador. “Independente de quem for assumir o Núcleo, as definições são essas. Disso não abriremos mão”, informou o professor.

Como encaminhamento, Brasileiro assegurou ao grupo que a decisão sobre a nova gestão das emissoras não será feita de forma açodada e respeitará os processos de diálogo iniciados em 2012. “Continuemos nosso diálogo, através da Procit e, até o final do ano, deveremos nos reunir mais uma vez”, disse o reitor, ecoando a fala do diretor de informação da Pró-reitoria, Rômulo Pinto, que explicou que esse processo tem que ser tocado com “paciência”. Justamente por isso os participantes da sociedade civil reiteraram a necessidade de um debate público, que proponha mais que uma mudança de quadros nas cadeiras principais do Núcleo, mas uma refundação das emissoras que são referência para a construção da comunicação pública no Brasil.


Estiveram presentes, representando o documento do Fopecom:

Ivan Moraes Filho (CCLF/Fopecom)
Cátia Oliveira (Intervozes/Fopecom)
Rosa Sampaio (Fopecom)
Pedro Severien (ABD/APECI)
Fernanda Freire (Forum do Audiovisual/PE)
Fabiano Moura (CUT/PE)
Leo Antunes (Produtor Cultural/PE)
Patrícia Horta (Departamento de Comunicação/UFPE)
Ana Veloso (Departamento de Comunicação/UFPE)
Soraya Barreto (Departamento de Comunicação/UFPE)
Alan Oliveira (Técnico Administrativo/NTVRU/UFPE)
Felipe Peres Calheiros (Técnico Administrativo/NTVRU/UFPE)