Notícias


Brasil de Fato chega às ruas de Pernambuco

Foto: Talles Reis

Foto: Talles Reis

Em noite histórica, a festa de lançamento do Brasil de Fato Pernambuco nº000 foi realizada nesta segunda-feira (23), no auditório do Sindicato dos Bancários, em Recife. “Diante dessa conjuntura de crise econômica e política que vive o país, a comunicação pode exercer um papel fundamental, de ser o instrumento que contrapõe o que é colocado pelos detentores do poder na mídia hegemônica”, reforça Monyse Ravena, editora política do jornal Brasil de Fato Pernambuco.

Após mais de 12 anos de circulação semanal em todo o país, está em curso nos últimos dois anos um novo projeto político, o Brasil de Fato Tabloide. Com formato mais simples, enxuto e com o mesmo compromisso com a visão popular do Brasil e Mundo, o jornal se estabelece agora em formato estadual, já nas ruas de Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo.

O presidente da CUT-PE, Carlos Veras, classificou o lançamento como histórico na comunicação de Pernambuco e afirmou que da mata ao sertão, do sertão ao litoral, o Brasil de Fato vai mostrar a diversidade do povo pernambucano, contando suas histórias, lutas e conquistas. “Classe trabalhadora vai ter vez e voz, através do “outro lado da notícia”, aquilo que não dito pelos grandes meios de comunicação. O Brasil de Fato não é um jornal da CUT e sim da classe trabalhadora”, ressaltou.

Com distribuição gratuita nos principais pontos de circulação de trabalhadores de Pernambuco, o Brasil de Fato chega para se firmar como a voz do povo em um momento em que há um legislativo extremamente conservador no estado. Na opinião do secretário de Comunicação e Imprensa da CUT-PE, Fabiano Moura, o jornal pretende ser um veículo de comunicação a serviço da transformação da realidade de desigualdade e exclusão, visando atender aos ideais de democracia, pluralidade e diversidade na cobertura dos fatos. “É, sem dúvida alguma, um projeto ousado que chega ao nosso Estado, com compromisso da verdade, com a superação das desigualdades sociais e com a visãopopular do Brasil e do Mundo”.

A primeira edição conta com 40 mil exemplares de distribuição gratuita. A edição 01 está programada para ser lançada em fevereiro e, a partir desse lançamento, o jornal terá uma tiragem semanal.

O evento contou com a presença de representantes de mais de 80 movimentos sociais e sindicais de Recife e também outras regiões do Nordeste, todas organizações políticas comprometidas com a luta em defesa da democratização da comunicação

*Com informações da CUT-PE