O Grupo de Trabalhos em Prevenção Posithivo (GTP+) vem através desta nota repudiar as matérias publicadas hoje, dia 07 de outubro, no jornal AQUI PE, e também no jornal Diário de Pernambuco, sobre uma violência sexual cometida com uma jovem de 24 anos, pessoa com deficiência mental. Nas matérias intituladas “Portador de HIV estupra deficiente mental” (AQUI-PE), e também “Jovem abusada por portador de HIV” (Diário de Pernambuco), revelam uma criminalização das pessoas vivendo com HIV, criando estigmas para esta população. Somos contra a qualquer tipo de estigmas e estereótipos, pois esses olhares só aumentam a discriminação à certos grupos de população.

Os textos induzem juízos de valor com simbologia negativa, pois caracteriza pessoas vivendo com HIV como pessoas perigosas, sem caráter, vingativas. Um retrocesso para o movimento de luta contra HIV/AIDS, que vem construindo e lutando por políticas públicas de direitos humanos para todos e todas. Na matéria há frases de preconceitos, como: “Até que ponto chega a crueldade humana em busca da satisfação sexual?”. E completa “Dessa vez uma mulher com hidrocefalia de 24 anos, foi alvo de homem de 31 anos portador do vírus HIV”. Essa analogia da crueldade associada ao HIV não reflete o comportamento da maioria das pessoas que vivem com o vírus. Esse tipo de comportamento é de uma pessoa que cometeu uma violência e deve ser julgada como tal, independente da soropositividade.

Se as formas comuns de desrespeito aos direitos humanos às pessoas vivendo com HIV/AIDS não têm sido reconhecida pela imprensa, cabe a nós, sociedade civil, lembrar da responsabilidade de quem a tem. A questão que se aborda aqui são os abusos que a liberdade de expressão vem passando e quais os caminhos a serem trilhados no combate aos mesmos, uma vez que direito à liberdade de expressão não pode ferir outros direitos humanos. Se está explícito em nossa Constituição que a lei deve proibir qualquer forma de discriminação em qualquer situação, então é necessário retomá-la.

GTP+ Grupo de Trabalhos em Prevenção Posithivo

 
 

O OmbudsPE é um projeto de comunicação do Centro de Cultura Luiz Freire. É livre a reprodução para fins não comerciais, desde que a fonte seja citada e esta nota seja incluída.

Realização:

Apoio: