Cinema pra quem é de parque. E parque pra quem é de cinema. Esse é mais ou menos o astral do projeto “TV no Parque”, que faz sua primeira mostra competitiva de curta metragens no próximo domingo, dia 24, das 16h às 19h, numa lona de circo armada no Parque 13 de Maio, centro do Recife.

Serão exibidos 11 filmes de até 15 minutos, todos independente por coletivos e produtoras de diversas partes do Brasil. “Desta vez a curadoria procurou focar principalmente em obras que promovam os direitos humanos e a diversidade. Obras produzidas por grupos comunitários, que possam trazer um novo olhar para o audiovisual”, explica Gabriel Furtado, do Media Sana, um dos organizadores do projeto.

Após a exibição dos filmes, o público diverte-se com a apresentação dos emboladores Xexéu e Castanhola enquanto é realizada a ‘apuração’ dos vencedores. Dois deles serão premiados, cada um com a quantia de R$ 1.000, 00. Um será apontado por um júri especializado, enquanto o outro será eleito pelo público

Nos intervalos, o apresentador Queops Negão fará intervenções com a plateia através de um telão. As pessoas também poderão interagir com o VJ, como se estivessem num programa de auditório transmitido ao vivo.

Além dessa, outras três edições acontecerão até o final do ano, todas com o registro em vídeo realizado pela equipe do Ventilador Cultural. O resultado, editado, renderá seis programas de meia hora que serão veiculados a partir de novembro, na TV Universitária de Pernambuco (canal 11), aos sábados, das 13h30 às 14h, e na TV Pernambuco, aos domingos, das 14h30 às 15h.

Se você tem um filme e deseja participar da mostra, as inscrições para o TV no Parque continuam abertas. Podem participar filmes produzidos no Brasil, em qualquer linguagem, com no máximo 15 minutos de duração. Mais informações  estão disponíveis no blog www.tvnoparque.wordpress.com

“O projeto TV no Parque nasceu da intenção de se criar um circuito de exibição dos filmes produzidos pelas comunidades, produtoras independentes e movimentos sociais, colaborando com a difusão dessas produções e promovendo assim cidadania e valorização da identidade cultural brasileira”, explica Gabriel Furtado, integrante do Media Sana.

Na primeira edição do projeto, realizada entre maio e outubro de 2009, o TV no Parque exibiu mais de 100 vídeos no Parque 13 de maio e na TV Universitária de Pernambuco. Seis deles foram premiados. Mais de três mil pessoas participaram do evento, que é patrocinado pela Fundarpe/Funcultura e realizado pelos coletivos pernambucanos Media Sana e Ventilador Cultural, em parceria com a Plural Projetos e Produções Artísticas.

O OmbudsPE é um projeto de comunicação do Centro de Cultura Luiz Freire. É livre a reprodução para fins não comerciais, desde que a fonte seja citada e esta nota seja incluída.

Realização:

Apoio: