A partir desta sexta-feira, dia 26 de março, o Fórum Pernambucano de Comunicação (Fopecom) irá percorrer diversos municípios do estado nos Encontros Regionais de Comunicação. A idéia é discutir, entre outros temas, a implementação das propostas aprovadas recentemente nas conferências estadual e nacional de comunicação. A primeira cidade a ser visitada é Goiana e o encontro será realizado no Sesi do município, a partir das 14h. Na ocasião a localidade irá comemorar a reinauguração do tradicional Cine Polytheama, com programação repleta de atrações que encerram dia 30 com encontro de Caboclinhos.  As oficinas de comunicação fazem parte do calendário Pernambuco Nação Cultural, promovido pela Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco – Fundarpe,e seguem até o final deste ano.

“Voltar ao interior depois do processo de conferências será muito importante. Afinal de contas, as propostas aprovadas nos âmbitos regionais e nacional não são autoaplicáveis. É preciso que a mobilização se intensifique cada vez mais para que as políticas que buscamos sejam realmente implementadas – como por exemplo a regionalização da transmissão e dos recursos destinados à produção de conteúdo”, diz Ivan Moraes Filho, do Centro de Cultura Luiz Freire, integrante do Fopecom. “Além do mais, é uma ótima oportunidade para que a sociedade civil mostre ao governo estadual que existe uma demanda real por essas políticas e que está na hora de transformar o discurso em prática”, completa Ivan, que também foi delegado por Pernambuco na I Confecom.

Para Luciana Azevedo, presidente da Fundarpe, esta é uma oportunidade de integrar a comunicação na discussão que já vem sendo realizada nos fóruns setorias promovidos pela fundação, tradicionalmente divididos em 15 linguagens. Luciana lembra ainda que comunicação está entre os  eixos dos Plano de Gestão do estado no quesito Difusão. “O governador diz que em todos os momentos de soberania cultura e comunicação sempre estiveram integradas”.

Em cada um dos doze encontros programados para 2010, representantes do Fopecom irão se revezar em dupla e acompanharão os festivais do calendário da Fundarpe debatendo propostas e colhendo demandas. A Fundação indica que, em um segundo momento, promoverá também capacitações para que agentes de cultura em todo o estado possam elaborar projetos de produtos tanto para rádio quanto para  TV. “É preciso que mais produtores do interior participem, por exemplo, da disputa pelos recursos do edital do audiovisual, que este ano está destinando 6 milhões para produção independente”.

O OmbudsPE é um projeto de comunicação do Centro de Cultura Luiz Freire. É livre a reprodução para fins não comerciais, desde que a fonte seja citada e esta nota seja incluída.

Realização:

Apoio: