A quem pertence o futuro?

  Henrique Viana¹ Em uma matéria do Correio Brasiliense do dia 12 de outubro de 2019, em especial de dia das crianças, estampou-se 17 crianças, todas com menos de 5 anos de idade, apontadas pelo periódico como o futuro do Brasil. Entretanto, a falta de...


Mulheres em luta pelo direito à comunicação

Carta aberta por um novo marco regulatório para as comunicações no Brasil As organizações do movimento feminista há tempos discutem a necessidade de mudanças no sistema midiático em nosso país de forma a garantir a liberdade de expressão e o direito à comunicação de...

ler mais

Globo: os princípios, a credibilidade e a prática

Por Venício de A. Lima* Deve ter sido coincidência. Todavia, não deixa de ser intrigante que os “Princípios Editoriais das Organizações Globo” tenham sido divulgados apenas algumas semanas após o estouro do escândalo envolvendo a News Corporation e um dia depois que...

ler mais
Nota Oficial do SinjoPE sobre comunicado do SJCC

Nota Oficial do SinjoPE sobre comunicado do SJCC

O Sindicato dos Jornalistas de Pernambuco (SinjoPE) recebeu com surpresa e apreensão as regras adotadas pelo Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC), na restrição ao uso das redes sociais pelos seus funcionários. O documento, assinado pelo diretor...

ler mais

Carta do Rio de Janeiro

Nós, militantes de entidades e movimentos sociais reunidos no seminário “Marco regulatório: propostas para uma comunicação democrática” promovido pelo Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação, afirmamos a importância de o Governo Federal iniciar o debate...

ler mais

Análises

Com espaço para ameaças de militares, Globo reforça seu papel golpista

Com espaço para ameaças de militares, Globo reforça seu papel golpista

No dia que antecedeu o julgamento do habeas corpus do ex-presidente Lula no STF, o editor e apresentador do Jornal Nacional, da TV Globo, William Bonner, encerrou a edição da última terça-feira (3), com “uma notícia de última hora”: leu, ao vivo, dois tuítes do general Villas Bôas, comandante do Exército Brasileiro, em que repudia a “impunidade” e diz que o Exército está “atento às suas missões institucionais”, em uma clara sinalização de intervenção caso o Supremo Tribunal Federal não negue o habeas corpus ao petista.

ler mais

O OmbudsPE é um projeto de comunicação do Centro de Cultura Luiz Freire. É livre a reprodução para fins não comerciais, desde que a fonte seja citada e esta nota seja incluída.

Realização:

Apoio: