Manifesto: jornalistas pernambucanxs em defesa da democracia

As tentativas de desestabilização da democracia brasileira através do aparato da imprensa não são uma questão nova no país. Há, no entanto, um componente novo na crise política atual que, de certa maneira, refunda o jornalismo local. Jamais vimos, após o fim da...


Moção de apoio ao Comitê de Conteúdo do NTVRU-UFPE

O Fórum Pernambucano de Comunicação e as entidades abaixo assinadas vêm, por meio desta, declarar seu apoio ao Comitê de Conteúdo do Núcleo de TV e Rádios da Universidade Federal de Pernambuco (NTVRU-UFPE). O Comitê, instituído em dezembro de 2014 pelo Reitor da UFPE,...

ler mais

E o teatro de Gerald Julio continua (apoiado pela imprensa)…

por Leonardo Cisneiros* (publicação original aqui) Soubemos hoje de manhã, pela imprensa oficial, que a Moura Dubeux, Queiroz Galvão, Gerson Louzado e ARA Empreendimentos, diante da pressão do Direitos Urbanos e do Movimento ?#?OcupeEstelita? sobre a irregularidade do...

ler mais

Frei Caneca FM: até quando esperar?

Durante sua campanha eleitoral, o atual prefeito do Recife, Geraldo Júlio, prestou pouca atenção à maior parte das demandas dos movimentos que lutam pelo direito à comunicação na cidade. Uma delas, porém, acabou entrando no seu plano de governo e foi uma das promessas...

ler mais

Análises

Record produz reportagem criminalizando MST e Encontro dos Sem Terrinhas

Na edição deste domingo (10) do programa Domingo Espetacular, da TV Record, levou ao ar a reportagem “A polêmica dos sem terrinha”. Na matéria, a emissora aborda o 1º Encontro Nacional Sem Terrinha, que o Movimento dos Trabalhadores Sem Terra realizou em 2018, em Brasília. O evento tinha como objetivo discutir temas relacionados aos direitos das crianças, ao Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), a produção de alimentos saudáveis, a luta por escolas do campo e a Reforma Agrária Popular.

ler mais

O SBT rememora a ditadura militar em propaganda e chama atenção para um problema de negligenciamento da história do país

No dia que a promulgação Constituição Federal completa 30 anos, datada em 6 de novembro, o SBT, do empresário Silvio Santos, lançou uma campanha publicitária com uma série de vinhetas que invocam a propaganda política da Ditadura Militar de 1964 a 1985. O slogan utilizado, “Brasil, ame-o ou deixe-o”, surgiu durante o governo de Emílio Garrastazu Médici, entre 1969 e 1974, período conhecido como “Anos de Chumbo”, em que os governantes tinham o poder de punir arbitrariamente os que fossem opositores do regime ou considerados inimigo. Além da frase, “Eu te amo, Meu Brasil”, da dupla Dom e Ravel, era executada na tela com imagens do país.

ler mais

O OmbudsPE é um projeto de comunicação do Centro de Cultura Luiz Freire. É livre a reprodução para fins não comerciais, desde que a fonte seja citada e esta nota seja incluída.

Realização:

Apoio:

Busca