Com espaço para ameaças de militares, Globo reforça seu papel golpista

No dia que antecedeu o julgamento do habeas corpus do ex-presidente Lula no STF, o editor e apresentador do Jornal Nacional, da TV Globo, William Bonner, encerrou a edição da última terça-feira (3), com “uma notícia de última hora”: leu, ao vivo, dois tuítes do general Villas Bôas, comandante do Exército Brasileiro, em que repudia a “impunidade” e diz que o Exército está “atento às suas missões institucionais”, em uma clara sinalização de intervenção caso o Supremo Tribunal Federal não negue o habeas corpus ao petista.

Matérias relacionadas



Da luta por direitos e dos olhares de cada um

Enquanto muita gente finalizava suas compras de Natal, quase mil pessoas foram às ruas na comunidade de Engenho Maranguape para protestar contra o que consideram uma injustiça. Um jovem conhecido da comunidade havia sido preso pela Polícia Militar, acusado de...

ler mais

Essa tal liberdade, o dono e a regulamentação

Na coluna Repórter JC, publicada pelo Jornal do Commercio no último dia 23 de dezembro, tinha uma notinha interessante. Sob o título de "Liberdade", apenas uma frase. Emblemática: “Agora vêm umas pessoas que parecem não ter o que fazer querendo controlar a área de...

ler mais

O “caos” do Diario de Pernambuco

Os manuais de redação e os livros sobre técnicas jornalísticas há muito já alertam para o uso da palavra pequena, porém forte, 'caos'. Alegam que os jornalistas banalizaram o seu uso, significando ora situações rapidamente controladas, ora grandes desastres ou...

ler mais

Racismo em pauta

A capa do dia é um recorte de realidade que, por vezes, explicita o direcionamento da linha editorial de um jornal. Além disso, é nessa primeira página que os editores hierarquizam as informações diárias, apontando aquelas que consideram pertinentes ao público. É...

ler mais

Manifestação ou tumulto?

Teve gente que se assustou quando, na semana passada, viu o título de uma matéria do Jornal do Commercio que tratava de uma manifestação da Organização e Luta dos Movimentos Populares de Pernambuco (OLMP) semana passada. “Sem-teto tumultuam o Centro” dizia a manchete,...

ler mais

O machismo não deveria mais ter lugar nos nossos jornais

Diferentemente de outros espaços do meio impresso, as colunas – de diversas temáticas e formatos – encerram opiniões individuais, nem sempre legitimadas pelo veículo. No entanto, mesmo não compactuando com o discurso do colunista, o jornal atua como suporte de...

ler mais

Liberdade de imprensa ou liberdade de empresa?

O discurso de Lula, no sábado (18/9), em comício realizado em Campinas, ao lado de sua candidata à presidência Dilma Roussef, voltou a insuflar os ânimos de alguns setores da imprensa. Reproduzindo, com diferentes edições, matéria da Agencia Estado, periódicos...

ler mais

Bronca Pesada e o desrespeito às religiões de matriz africana

Hoje à tarde foi encaminhada ao Ministério Púbico de Pernambuco ( MPPE) mais uma denúncia de violação aos direitos humanos  pelo programa Bronca Pesada, apresentado pelo âncora Joslei Cardinot. O programa já figura no quinto lugar do ranking da baixaria. O ranking faz...

ler mais
Página 3 de 512345

Canal Aberto

Frei Caneca FM: até quando esperar?

Durante sua campanha eleitoral, o atual prefeito do Recife, Geraldo Júlio, prestou pouca atenção à maior parte das demandas dos movimentos que lutam pelo direito à comunicação na cidade. Uma delas, porém, acabou entrando no seu plano de governo e foi uma das promessas...

ler mais

O OmbudsPE é um projeto de comunicação do Centro de Cultura Luiz Freire. É livre a reprodução para fins não comerciais, desde que a fonte seja citada e esta nota seja incluída.

Realização:

Apoio:

Busca