Análises


O jogo dos (pelo menos) dois erros

carrotadeuÀs 16h45 desta quarta-feira, dia 2 de outubro, o Blog de Jamildo, hospedado no NE10, portal que faz parte do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação postou esta foto seguida do texto de uma leitora chamada Tamires Albuquerque.  Depois de fazer críticas à falta de educação dos motoristas da cidade, identificou o veículo como sendo do secretário da Casa Civil do governo de Pernambuco, Tadeu Alencar.

Vamos lá, não é certo estacionar o carro na calçada. Muita gente faz isso, é verdade. Mas não é certo. Postar fotos de irregularidades no trânsito tem sido cada vez mais uma forma de constranger os infratores a não mais repetir a infração. Em sendo ato de um homem público que nutre o desejo de ser governador do estado, é natural que a falta ganhe mais proporção.

O curioso é que durante o dia de hoje, o post com a denúncia foi simplesmente apagado.  Talvez houvesse motivos honestos para eliminar o texto e a foto do blog. Talvez o jornalista tenha descoberto que a foto era uma montagem. Talvez, numa apuração tardia, percebeu que o carro não era do secretário*. Se realmente fosse por uma dessas razões, o costumaz seria que o editor do blog se desculpasse, explicasse o equívoco e seguisse em frente.  Reparos, acréscimos e cortes são legítimos nas mídias online e não é raro que aconteçam, desde que os leitores sejam devidamente informados sobre as mudanças.

Só que nada disso aconteceu. O post simplesmente sumiu. Embora possa ser visto num “cache” do Google (neste link aqui), a verdade é que, por ordem de alguém que manda mais do que o editor do site, o texto não está mais lá. Nem a foto.

Estacionar veículo na calçada, pelo Código de Trânsito, é infração grave. O condutor soma 5 pontos na carteira de motorista, paga  R$ 127,69 e o carro ainda pode ser rebocado.

Quantos pontos deve custar mandar tirar um post de um blog jornalístico?

*O OmbudsPE não sabe a quem pertence o carro da foto nem tem expertise em descobrir fotomontagens. O que se analisa aqui é tão somente a maneira com que a notícia foi excluída do blog)