Hoje, chamou bastante atenção a manchete do Jornal do Commercio, intitulada “Governador afirma que imprensa não colabora”. Em outras palavras, o Governo analisou a mídia. No mínimo, a publicação desse texto é interessante por dois motivos. O primeiro deles é o fato do jornal publicar uma crítica do Governador aos meios de comunicação. O segundo fato é o Governador externar suas críticas sobre a mídia. São fatos pequenos, mas diante de uma sociedade em que a mídia e o Estado pouco discutem os meios de comunicação, se tornam grandes.

Mas, qual é o motivo da crítica? O governador fala que a imprensa precisa contribuir…. Com o quê? Com o debate da segurança? Ou com o governo?

As críticas sobre a cobertura da imprensa em relação à violência são válidas, o Ombuds PE reforça que mostrar corpos, fotos de acusados, descrever apenas o crime, fazer coberturas diferenciadas de acordo com a classe do envolvido não são suficientes. É preciso debates sobre a origem do fenômeno da criminalidade, entender a relação do Estado como elemento contributivo para esses índices e buscar os mecanismos de superação coletiva. Banalizar a violência ou buscar o sensacionalismo já está mais que provado, por pesquisas científicas , que não contribuem. Se a crítica for nesse sentido, concordamos que é preciso avançar e muito, especialmente no Nordeste. Mas, é louvável destacar que há avanços, principalmente, nos jornais impressos.

Mas, se a crítica for sobre a cobertura da mídia em relação às ações do Governo do Estado, entraremos no debate da liberdade de imprensa, ou como chamamos, da liberdade das empresas de comunicação. Aqui o debate é maior ainda. É uma discussão sobre o direito civil, político e coletivo. Isso também daria uma boa discussão. Fazemos?

Aproveitando o gancho do debate, por que o Governo também não utiliza seus meios de comunicação, como a TV Pernambuco, para contribuir com a democratização da comunicação em Pernambuco? Por que o governo não potencializa esse espaço como um lugar de participação social, não só para as pessoas dizerem e fazerem, mas para prestar contas à população, se abrir a críticas, etc.???

O discurso do governador está mais completo no site www.pebodycount.com.br

O OmbudsPE é um projeto de comunicação do Centro de Cultura Luiz Freire. É livre a reprodução para fins não comerciais, desde que a fonte seja citada e esta nota seja incluída.

Realização:

Apoio: