OmbudsPE abre o Canal Aberto para colaboração

Nesta quarta (30), OmbudsPE abre oficialmente parte da página  para colaboração. A iniciativa da reinauguração do Canal Aberto com esse novo  objetivo, partiu de um entendimento da  importância  da colaboração da sociedade civil para a construção de uma mídia mais...

A quem pertence o futuro?

  Henrique Viana¹ Em uma matéria do Correio Brasiliense do dia 12 de outubro de 2019, em especial de dia das crianças, estampou-se 17 crianças, todas com menos de 5 anos de idade, apontadas pelo periódico como o futuro do Brasil. Entretanto, a falta de...

A Dona do Pedaço e a afetividade das mulheres negras

Ana Roberta Amorim¹ No ar pela TV Globo, a novela A Dona do Pedaço, que traz a história de uma mulher que depois de muito esforço e dificuldade conseguiu construir sua riqueza a partir de uma rede de lojas de bolos, que também conta com uma fábrica. Em meio à trama,...

Quatro ações pedem impugnação do edital de licitação para TV Alepe

Publicada sem alarde, a chamada de licitação para a TV Alepe é o mais novo capítulo da saga para implantação da emissora de TV e rádio da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe). Ao longo do mês de maio, o aviso de licitação foi publicado e sofreu dois...


Análises

Record produz reportagem criminalizando MST e Encontro dos Sem Terrinhas

Record produz reportagem criminalizando MST e Encontro dos Sem Terrinhas

Na edição deste domingo (10) do programa Domingo Espetacular, da TV Record, levou ao ar a reportagem “A polêmica dos sem terrinha”. Na matéria, a emissora aborda o 1º Encontro Nacional Sem Terrinha, que o Movimento dos Trabalhadores Sem Terra realizou em 2018, em Brasília. O evento tinha como objetivo discutir temas relacionados aos direitos das crianças, ao Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), a produção de alimentos saudáveis, a luta por escolas do campo e a Reforma Agrária Popular.

ler mais
O SBT rememora a ditadura militar em propaganda e chama atenção para um problema de negligenciamento da história do país

O SBT rememora a ditadura militar em propaganda e chama atenção para um problema de negligenciamento da história do país

No dia que a promulgação Constituição Federal completa 30 anos, datada em 6 de novembro, o SBT, do empresário Silvio Santos, lançou uma campanha publicitária com uma série de vinhetas que invocam a propaganda política da Ditadura Militar de 1964 a 1985. O slogan utilizado, “Brasil, ame-o ou deixe-o”, surgiu durante o governo de Emílio Garrastazu Médici, entre 1969 e 1974, período conhecido como “Anos de Chumbo”, em que os governantes tinham o poder de punir arbitrariamente os que fossem opositores do regime ou considerados inimigo. Além da frase, “Eu te amo, Meu Brasil”, da dupla Dom e Ravel, era executada na tela com imagens do país.

ler mais

Canal Aberto

A Dona do Pedaço e a afetividade das mulheres negras

Ana Roberta Amorim¹ No ar pela TV Globo, a novela A Dona do Pedaço, que traz a história de uma mulher que depois de muito esforço e dificuldade conseguiu construir sua riqueza a partir de uma rede de lojas de bolos, que também conta com uma fábrica. Em meio à trama,...

ler mais
Manifesto: jornalistas pernambucanxs em defesa da democracia

Manifesto: jornalistas pernambucanxs em defesa da democracia

As tentativas de desestabilização da democracia brasileira através do aparato da imprensa não são uma questão nova no país. Há, no entanto, um componente novo na crise política atual que, de certa maneira, refunda o jornalismo local. Jamais vimos, após o fim da...

ler mais

Moção de apoio ao Comitê de Conteúdo do NTVRU-UFPE

O Fórum Pernambucano de Comunicação e as entidades abaixo assinadas vêm, por meio desta, declarar seu apoio ao Comitê de Conteúdo do Núcleo de TV e Rádios da Universidade Federal de Pernambuco (NTVRU-UFPE). O Comitê, instituído em dezembro de 2014 pelo Reitor da UFPE,...

ler mais

Artigos

A quem interessa fechar a EBC?

A quem interessa fechar a EBC?

A Revista Época da primeira semana de campanha eleitoral estampa, na capa, uma reportagem que classifica a experiência da EBC como um “mico”. Em editorial, os jornalistas do periódico assinalam que o próximo presidente precisa dizer o que fará com a empresa, bem como ecoa as “vozes” de que deve ser fechada. Mas… Pra quê?

Primeiramente, quanto custa a EBC? Custa, em 2018, R$249,5 milhões*. Isso consome uma cócega do Orçamento Geral da União?—?aprovado.

ler mais
Censura e sucateamento: a comunicação pública agoniza

Censura e sucateamento: a comunicação pública agoniza

Corte de 63% dos recursos e censuras aos conteúdos determinam o fim do caráter público da EBC transformam a empresa em máquina de propaganda de Temer Sede da EBC: a derrubada de Dilma foi o estopim do solapamento da emissora A Empresa Brasil de Comunicação (EBC)...

ler mais

O OmbudsPE é um projeto de comunicação do Centro de Cultura Luiz Freire. É livre a reprodução para fins não comerciais, desde que a fonte seja citada e esta nota seja incluída.

Realização:

Apoio:

Busca